Área do Associado
Esqueceu sua senha. Clique aqui
Fechar
Esqueceu sua senha?
Digite seu e-mail e lhe enviaremos uma nova senha.
Enviado com sucessso !
Verifique seu e-mail.
E-mail não encontrado
Fechar
Faça seu Login e tenha acesso a conteúdos exclusivos.

Acompanhe

Notícias Ambientais
Voltar
Inea multa empresa do RJ em R$ 6,6 milhões por chorume tóxico na baía - 03 de Fevereiro

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) multou em R$ 6,6 milhões a empresa Gás Verde, que administra o aterro de Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, por vazamentos de chorume com substâncias tóxicas na Baía de Guanabara e no Rio Sarapuí. Foram pelo menos seis vazamentos. A denúncia partiu de pescadores da colônia Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, que verificaram a redução da população de caranguejos.

Já a Ciclus, empresa responsável pelo Centro de Tratamento de Resíduos de Seropédica, foi multada pelo Inea em R$ 5,7 milhões. No fim de semana, 150 mil litros de chorume vazaram para um córrego.
Na terça-feira (23), agentes da Polícia Civil entraram no aterro de Gramacho, no fim da tarde para fazer uma perícia. Com as fortes chuvas, a lagoa de chorume que contém substâncias tóxicas transbordou e se misturou ao chorume tratado pela empresa Gás Verde.

“Há um canal para conduzir o chorume tratado e, na verdade, o chorume terá sendo direcionado bruto para esse braço morto do Rio Sarapuí, alcançando a Baía de Guanabara”, explicou Elaine Noce, coordenadora-geral de Fiscalização do Inea.

Na segunda-feira (22), a prefeitura de Seropédica notificiou a segunda-feira (22) a empresa responsável pela Central de Tratamento de Resíduos instalada na cidade. Após a chuva do domingo (21) houve vazamento de chorume, líquido que sai do lixo, para um córrego e para o reservatório subterrâneo de água. O Aquífero Piranema pode ter sido contaminado com o vazamento.

O reservatório de água tem capacidade para abastecer a população do Rio durante um mês se for necessário. Ele fica localizado a 180 metros de profundidade, entre o oeste do Rio e os municípios de Queimados, Japeri, Seropédica e Itaguaí.

Confira a notícia na página do G1 RJ

Fonte: G1 Rio
Instituto "O Direito por Um Planeta Verde" © 2008
Rua Dr. Amâncio de Carvalho, 416 | Vila Mariana | São Paulo/SP
Telefone: (11) 5575.4255 | Fax: (11) 5575.8072
Fale com o IDPV por Watsapp: (11) 98928.5985
Redes Sociais Facebook